Coach

A Importância do Coach para a Carreira

O Coach é uma atividade que cada vez mais vem ganhando espaço no mercado, mas muitas pessoas mal sabem do que se trata.

Ou melhor, você tem alguma ideia do que um coach é capaz?

De acordo com a SBC (Sociedade Brasileira de Coaching), instituição mais renomada do Brasil no gênero, onde me formei, coaching é: “Um processo que visa elevar a performance de um indivíduo (grupo ou empresa), aumentando os resultados positivos por meio de metodologias, ferramentas e técnicas cientificamente validadas, aplicadas por um profissional habilitado (o coach), em parceria com o cliente (o coachee).”

Apesar de não ser regulamentada no Brasil, como uma profissão reconhecida, cada vez mais, vem ganhando importância pelo conjunto de forças dos resultados alcançados e pela estratégia de marketing agressiva utilizada.No entanto, uma pergunta não quer calar:

Qual o motivo para se ganhar tanta notoriedade?

O grande mérito do coaching é utilizar a psicologia de maneira extremamente aplicada, como talvez esta nunca tenha se visto tão focada em resultados. Apesar de não se tratar de terapia (não é mesmo!), o coaching bebe em demasia de conhecimentos psicológicos para fazer com que o coachee se prepare e consiga alcançar o que deseja.

Costumo dizer que o cliente, através do coaching, consegue se conectar aos seus sonhos mais irreais e os transforma em metas alcançáveis, conseguindo assim resultados muito rapidamente.

Através de algumas ferramentas que um psicólogo, que fez bem a sua graduação, conhece muito bem, amarradas em um sistema muito bem definido e temperado com a arte de fazer as perguntas certas na hora certa, que vem lá de Aristóteles  (Maieutica), o coachee consegue realmente alcançar tudo o que deseja da maneira mais rápida possível.

O foco está todo voltado aos resultados. Os motivos, os “porquês” de algo não ter dado certo e o passado não possuem importância alguma, já que o que importa é o futuro e o presente, assim como o que você deseja e onde se encontra hoje nesta busca. Ou seja, acima de tudo, o coachee consegue determinar com muita clareza onde está, onde quer chegar e como fazer para trilhar este caminho.

O processo como um todo acontece em sistema de sessões que duram em média uma hora, mas sem a rigidez de uma terapia.

Antes de você achar que estou falando que o coaching é um substituto ou uma evolução da terapia, te digo uma coisa: ISSO NÃO TEM CABIMENTO!

Terapia é terapia e coaching é coaching! Já vi muita gente falando besteira, quando afirma que o coaching é mais rápido que o processo terapêutico e por isso é melhor ou o substitui.

Cada processo deste possui uma finalidade e uma camada de profundidade. O coaching tem como o foco a melhoria da performance e é superficial. A terapia, por sua vez, tem mais a ver com a saúde psíquica do cliente e é um processo mais profundo.

Desta maneira, é natural que um tenha resultados iniciais mais rápidos. Até porque também as demandas de um e de outro são completamente diferentes. Enquanto um está focado no presente e no futuro, o outro tende a se fixar no passado e no presente. Além do mais, o coaching pode ser aplicado em grupo ou em uma empresa.

Em suma, o coach é capaz de mediar de maneira hábil a sua busca por uma vida melhor, por aquele sonho que nem acredita que seja possível alcançá-lo ou para qualquer outro resultado que deseja, que pode ser desde uma vida profissional próspera, até o desenvolvimento de comportamentos mais saudáveis numa relacionados.

Em outras palavras, o céu é o limite! Basta apenas acreditar nisto!

Este conteúdo foi útil?

Rolar para cima