Inovação

Como as Pequenas e Médias Empresas Podem Sair na Frente de Grandes Empresas Investindo em Inovação

Estamos em pleno período olímpico e o tema desse artigo tangencia com as Olimpíadas. A relação que quero evidenciar é a COMPETITIVIDADE.  Para ser competitivo no ambiente esportivo, o atleta tem que ter qualidade e se preparar intensamente visando obter bons índices em sua modalidade para vencer seus concorrentes. Ora, isso é o mesmo que ocorre no ambiente de negócio. Para ser competitiva a empresa, principalmente as de médio e pequeno porte precisam oferecer sempre produtos e serviços com altos índices de qualidade, bons preços e um atendimento diferenciado.

Com a globalização e os mercados cada vez mais abertos, muitas empresas de vários locais oferecem produtos semelhantes e com melhores condições de preço e qualidade. Passam a competir em sua área de atuação e podem desalojá-lo do mercado. Portanto, não basta pensar somente no mercado regional. É importante a empresa ter qualidade no âmbito nacional e internacional. É preciso cada vez mais ter qualidade total e estar preparado para a competição global.

Mas não basta apenas querer fazer isso. É preciso se preparar para atingir altos índices de competitividade e colocar essa atitude e esse planejamento em prática, inovando.

A sequencia lógica é essa: Atitude para querer mudar, planejamento para conseguir e inovação para fazer mais com menos. Essa é a receita.

Essas três virtudes têm que estar juntas, sequenciadas e em harmonia para que a empresa enfrente a crise e saia dela fortalecida. Pouco adianta se somente uma ou até duas dessas virtudes estiverem presentes na empresa. É fundamental que as três virtudes estejam presentes e atuando em harmonia.

Requer-se do empresário que tenha atitude para mudar e sensibilizar os colaboradores sobre a importância de suas contribuições em prol do desenvolvimento do negócio. Atitude para criar um ambiente inovativo que propicie o surgimento de ideias e soluções para enfrentar a crise e se apropriar das oportunidades que ela própria oferece.

É preciso planejar e estabelecer as estratégias que serão aplicadas na condução da empresa para torná-la competitiva e sustentável. Planejamento para identificar as oportunidades e se preparar para aproveitá-las. Sempre haverá empresas e negócios lucrando. Com crise ou sem crise.

Que tal ser uma dessas empresas?

Para isso, entenda primeiro qual a diferença entre as empresas que vencem e lucram e as que ficam pelo caminho. Pense no que você pode fazer para proteger seu negócio atual e criar novas alternativas para ter maiores chances de sucesso.

Como isso é possível e como você pode conseguir essa façanha para sua empresa?

Não existe a fórmula mágica.  Vamos falar de coisas práticas, realizáveis e alcançáveis.

O que existe são boas práticas que deveriam existir nas empresas, com ou sem crise.

Recomendo uma sequencia de ações que uma empresa de médio ou pequeno porte adote para se diferenciar das demais e possa competir com grandes empresas. Lembre-se que as duas principais vantagens de uma pequena ou média empresa em relação a uma grande empresa são a flexibilidade para mudar e a velocidade com que realiza a mudança.

Atitude:

  • Explore as competências da empresa e de sua equipe. Para isso, realize uma análise das forças e fraquezas de sua empresa, das oportunidades e ameaças que interferem  em seu negócio;
  • Invista nas pessoas, contrate novos talentos, recicle os existentes e livre-se dos resistentes a adaptação e mudanças;
  • Crie uma cultura organizacional para que sua equipe considere a empresa não como um emprego, mas como parte integrante de sua vida;
  • Invista em tecnologia e capacitação (sua e de colaboradores);

Planejamento:

  • Tenha bem claro a missão, visão e valores da empresa;
  • Desenvolva um plano estratégico para a empresa e faça revisões periódicas; “Pessoas com metas triunfam porque sabem para onde vão.”  (Earl Nightingale )

Inovação:

  • Inove sistematicamente;
  • Recicle seus produtos e serviços, agregando cada vez mais valor a eles;
  • Faça da Inovação uma estratégia para se tornar competitivo.

Este conteúdo foi útil?

Rolar para cima