Educação - Como Alinhar ao Empreendedorismo

Educação – Como Alinhar ao Empreendedorismo

Educação é um tema sempre em alta, pois toda vez que aparece um problema ou solução nos remetemos a ela como ponto de partida, causa das situações do passado, presente e futuro.

Já o empreendedorismo é uma das pautas mais quentes da atualidade, foi apontado inclusive durante campanha política vencedora, como plataforma de transformação e resgate do cenário econômico brasileiro.

Mas como podemos então relacionar temas tão distintos?

Em primeiro lugar precisamos conceituar empreendedor como aquele que é capaz de transformar sonhos em realidade.

Que é o ator principal da peça de sua própria existência e, portanto, um transformador de realidades, e não apenas alguém que abre um negócio.

Isso posto fica mais claro entender a intercessão entre esses dois temas, uma vez que é a educação o principal fator de modelagem, cultural, social e intelectual de um povo.

Não é difícil perceber que até aqui fomos educados para ocuparmos o papel de funcionários, servidores públicos, seguidores ou liderados.

Ocupando papel secundário e dependente na conjuntura socioeconômica vigente, todavia existem pessoas que mesmo fazendo parte desse cenário se destacam como líderes ou empresários bem sucedidos, nos quais percebemos comportamentos e valores diferenciados, normalmente proporcionadas pelas experiências vividas na infância e juventude, ou até mesmo por características inatas despertadas pelas necessidades e dificuldades a que foram expostos.

Uma virada pedagógica para uma nova educação formadora de líderes e protagonistas passa, portanto, por entender tais comportamentos e características comuns aos empreendedores bem sucedidos e claro, também a colaboradores e funcionários que almejam a carreira pública, e a partir daí iniciar o pensar de uma escola inovadora onde o pensar lateral, criatividade e inovação possam ser os fios condutores.

A educação empreendedora vem então como fator de alinhamento entre esses dois temas, pois os quatro pilares da educação de Jacques Delors (1998), aprender a conhecer, a fazer, a aprender a conviver, e a ser, serão melhores alcançados por meios de práticas e reflexões que desenvolvam os principais comportamentos empreendedores a saber:

  • Busca de Oportunidades e Iniciativa;
  • Persistência;
  • Correr Riscos Calculados;
  • Exigência de Qualidade e Eficiência;
  • Comprometimento;
  • Busca de Informações;
  • Estabelecimento de Metas;
  • Planejamento e Monitoramento Sistemáticos;
  • Persuasão e Rede de Contatos;
  • Independência e Autoconfiança.

Para transformar essa ideia em realidade o empreendedorismo pode ser inserido de forma multidisciplinar e transversal com a inclusão de vivências que permitam novos pontos de vista.

Estimulem a criatividade para solução de problemas e criação de novas oportunidades, como por exemplo, jogos, aplicativos, tecnologia, impressão 3D, dinâmicas, debates, experiências ao ar livre, competições, construção coletiva, etc.

Juntando todas as experiências com um novo pensar crítico transformador, formando cidadãos empreendedores de suas próprias vidas.

Este conteúdo foi útil?

QUER TURBINAR SEU NEGÓCIO?

Receba conteúdo sobre Negócio.

   

Cadastrado com Sucesso!

Rolar para cima