Feedback Praticar Ouvir Escutar

Feedback: Pratique Ouvir e Escutar

Pratique ouvir e desenvolva sua habilidade de escutar, de fato, e escolha a técnica adequada.

Índice de Conteúdo

O “Lider” precisa saber aplicar o feedback de forma correta, buscando a melhor técnica para aquele momento, pois muitas vezes temos que variar a aplicação de acordo com quem esta sendo avaliado.

Precisamos de um plano de ação pré-estabelecido, já com um formato de acompanhamento, para assim chegarmos ao resultado esperado.

Para se estabelecer as metas, precisamos identificar o objetivo do negócio.

Baseado nesta identificação, teremos como aumentar a qualidade e com isso aumentaremos também o nosso desempenho.

Recomenda-se que o profissional responsável pelo feedback, foque em aspectos que espelhem a missão, visão e valores da empresa e em particular os objetivos específicos da operação.

O processo de monitoria é muito importante para a empresa, pois através dela podemos indicar ações de melhoria de processos através de feedbacks, treinamentos e Coaching.

O Monitor deve fazer periodicamente relatórios, que precisam ser entendíveis e de fácil acesso, neles devem constar as percepções, propostas e sugestões para tratamento de desvios identificados.

Os relatórios devem ser enviados mensalmente as áreas envolvidas no processo de atendimento, isso facilita muito para a escolha do tipo de técnica de feedback a ser usada.

Use como forma de montagem de relatório a ferramenta:

3Q + 1POC

  • Que? (fato)
  • Quem? (pessoa)
  • Quando? (data, hora)
  • Porquê? Onde? e Como?

Seja um bom ouvinte, busque aprimorar sua percepção através da audição.

Existem várias técnicas de feedback.

Você deve ficar atento, a qual técnica deve ser usada para cada colaborador, de acordo com perfil e objetivos da empresa para com ele.

Não cometa o erro de se deixar levar pela pressão do cotidiano e dar o feedback de forma automática, dispensando o planejamento.

É indiscutível que o feedback é um princípio de equipes produtivas, e não há situação em que um pouco de planejamento casado com a técnica adequada, não aumente a probabilidade de passar a mensagem correta, no tom preciso, e que seja lida adequadamente.

Abaixo algumas formas de se aplicar feedbacks:

1 – Não aplicar

É a pior opção.

Afinal, “em se tratando de gestão, o silêncio é o maior gerador de ruídos.” (Guilherme Carnicelli)

O feedback contribui para sobrevivência da equipe, reduzindo riscos, mantendo a lealdade e contribuindo para motivação individual e do grupo.

2 – Dar feedback apenas quando as coisas vão mal

Isso ocorre geralmente com grandes equipes onde os gestores não tem “tempo” para aplicação do feedback e acabam se dirigindo ao seu colaborador apenas para delegar tarefas ou para apontar os erros.

3 – Estratégia de feedback positivo e negativo

O momento em que esse feedback deve ser aplicado demanda coerência lógica e objetividade.

Neste tipo de feedback é importante a utilização da técnica do POC (porque, onde e como).

Defina uma estratégia própria e defina a linha de raciocínio a ser seguida. É de suma importância que suas ações sejam apoiadas por seus superiores.

4 – Técnica do Sanduíche

Geralmente que pratica esta técnica são os profissionais que não querem ou não estão reparados para dar um feedback negativo, eles montam uma espécie de feedback sanduiche: um discurso dividido em três partes, inicialmente fazendo um elogio, depois “recheio principal” a critica e finalizando com outros elogios.

Mas uma vez reforço que a técnica adotada precisa ser baseada no perfil do colaborador e no objetivo da empresa.

5 – Feedback na hora H x feedback planejado

Dar um retorno no momento exato é uma técnica interessante e que deve ser usada em diversas ocasiões. Reforçar comportamentos ou “aparar arestas” no instante em que ocorrem as ações pode ser a melhor maneira de agir proativamente

6 – Feedback não verbal

Quando a equipe está coesa muitas vezes não faz necessário um feedback formal, simplesmente uma troca de olhares faz a diferença.

7 – Comemorar

Comemorar as conquistas da equipe, da empresa é uma forma de feedback e de motivação.

8 – Feedback detalhado

É de suma importância e relevância, principalmente quando combinado com um feedback planejado, onde pretende-se corrigir o profissional.

Neste caso podemos utilizar a técnica dos 3Q + 1POC

  • Que? (fato)
  • Quem? (pessoa)
  • Quando? (data, hora)
  • Porquê? Onde? e Como?

Formas de feedback que são desaconselhadas:

1 – Feedback negativo com a presença de outras pessoas;

2 – Feedback com o canal de comunicação inadequado;

3 – Feedback com foco errado;

4 – Feedback vago.

Devemos nos atentar que antes de sermos profissionais, somos seres humanos e temos nossas limitações físicas e emocionais.

Se possível, não aplique feedback em um dia que você não esteja preparado física, emocional e tecnicamente.

Observe também como está seu colaborador enquanto ser humano.

Seja profissional, mas não se esqueça da empatia.

Este conteúdo foi útil?

Rolar para cima