Boa Dicção para Reunião de Negócios

Importância de Boa Dicção para Reunião de Negócios

Em tempos em que a comunicação escrita e os relacionamentos virtuais ganham cada vez mais espaço, a habilidade de se comunicar verbalmente pode ser um verdadeiro desafio ou um grande diferencial na hora de conquistar um cliente ou uma vaga de emprego.

Muitas vezes, a ideia de uma apresentação oral ou de uma reunião de negócios gera ansiedade, nervosismo e um stress que se manifesta na linguagem corporal e também na verbal!

É preciso entender que o corpo fala mais do que as palavras. Estudos demonstram que apenas três segundos são necessários para que se forme uma “primeira impressão” sobre alguém. Portanto, a aparência pessoal, a escolha da roupa e a postura devem estar sempre adequadas ao contexto, respeitando-se a formalidade ou não da ocasião, o tipo de atividade a ser desempenhada e o público alvo.

Quanto à linguagem verbal, o nervosismo pode atrapalhar a concentração, a fluência e comprometer a clareza da mensagem que desejamos passar.

Para que a comunicação seja eficaz e assertiva, uma boa oratória é essencial.

É importante estar atento ao tom de voz, à respiração, à articulação, dentre diversos outros elementos. Uma voz monótona, sem variações melódicas e sem entonação deixa o discurso cansativo e o público disperso. O contrário também é perigoso, pois o excesso de vícios de linguagem e de variações tonais podem deixar a apresentação irritante e sem credibilidade. O ideal é que a fala flua com naturalidade, com a seriedade ou emoção que a mensagem passada requer.

Exercícios respiratórios ajudam na concentração e na diminuição do nervosismo, além de estarem diretamente relacionados à velocidade de fala. Uma fala ofegante e muito rápida prejudica o entendimento e pode demonstrar um discurso decorado ou até mesmo falta de domínio sobre o assunto. As pausas corretas e a velocidade adequada são recursos que podem ser ensaiados e treinados com auxílio de profissionais capacitados e fazem grande diferença no discurso.

A articulação também é um ponto chave na comunicação oral. Quando essa é ruim, travada, pode modificar a ressonância e deixar a voz abafada, prejudicando a compreensão do ouvinte. Erros articulatórios como língua presa ou distorções podem distrair o interlocutor e desviar a atenção do que é dito!

A boa comunicação envolve aspectos físicos, emocionais e cognitivos.

A Fonoaudiologia é a ciência que tem como objeto de estudo a comunicação humana em todas as suas dimensões e, embora comunicar seja uma habilidade instintiva do ser humano, ela pode ser treinada, trabalhada e aperfeiçoada.

Procure ajuda profissional e faça da sua habilidade para se comunicar um diferencial no mercado de trabalho!

Este conteúdo foi útil?

Rolar para cima