Aula com Oratória

A Importância da Oratória Para Professores Terem Dinâmica nas Aulas

Atire a primeira pedra quem nunca proferiu a frase: “Esse professor é muito bom, pena que não sabe ensinar!”. Neste cenário, de grandes avanços tecnológicos e maior acesso à informação, conduzir bem uma aula virou sinônimo de clareza, pertinência do tema, organização mental e capacidade de expressão.

Como aluno cada vez mais informado e crítico, sai na frente o professor que consegue tratar o conteúdo e ao mesmo tempo encantar.

Ter somente conhecimento virou sinônimo de aula chata e os diversos estímulos externos de hoje, como os dispositivos eletrônicos, chamam muito mais atenção do que um professor que faz uma leitura de slides ou é monocórdio, por exemplo.

Quando o professor é bom, já é difícil se concentrar, imagine se não for. Por essas razões, muitas instituições estão investindo no treinamento de seus professores em comunicação e oratória, pois assim o aluno ganha (pois aprende mais e o tempo passa mais rápido por ter uma boa experiência) e ganha a instituição (que tem o reconhecimento dos alunos e, dessa forma, atrai mais alunos).

Vale destacar que a maior reclamação dos alunos é, normalmente, com algo ligado à forma do que ao conteúdo dos docentes. Importante entender que para ser um bom professor é preciso preencher muitos requisitos. Dominar o tema da disciplina é somente um deles.

Além do conteúdo, o professor precisa saber as melhores posturas em sala de aula, como abordar assuntos complexos de maneira simples e conseguir mostrar a relevância do tema na vida do aluno. Com a boa oratória o docente dará destaque aos pontos mais relevantes e trará maior dinâmica à aula.

Importante destacar que o aluno precisa, primeiramente, confiar no professor para, somente depois disso, ouvir o que ele tem a dizer. Lembrando que uma aula interessante “poupa” os alunos e também o professor, pois ambos se desgastam menos.

Você que já ministra aulas, ou que deseja ministrar, lembre-se de trazer exemplos, analogias, histórias, práticas, dinâmicas e situações. Aborde mais do que o seu aluno encontrará no Google.

Assim como na Oratória, experimentar as sensações e treinar as habilidades fará toda a diferença para o seu aluno. Module a voz, gesticule, olhe para cada aluno presente, traga situações, envolva-os.

Você não tem ideia de como as aulas ficarão ainda melhores quando abordadas dessa forma. Não custa lembrar que a boa aula é aquela que fica reverberando na cabeça dos alunos, mesmo após tocar o sinal da saída.

Este conteúdo foi útil?

QUER TURBINAR SUA CARREIRA?

Receba conteúdo sobre Carreira.

   

Cadastrado com Sucesso!

Rolar para cima