Liderança Servidora

Liderança Servidora

Liderança Servidora ainda é um dos temas mais em voga na atualidade.https://redegpn.com.br/lideranca-servidora/

Sua definição tem algumas conotações distintas. Para alguns, liderança Servidora (Servant Leadership), para outros, Liderança Efetiva.

Liderança Servidora é um estilo de vida. Ela não é conquistada e sim construída com trabalho e sacrifício. Posso afirmar que a liderança “é uma das questões que mais tenho discutido” em todos os meus anos de trabalho atuando nas áreas de Gestão de Pessoas e de Recursos Humanos.

Existem ainda dúvidas quanto ao significado de ser líder e ser chefe – e vale ressaltar que há uma grande diferença entre ambos. Ser chefe é ocupar um cargo de poder imposto pela empresa. Já ser líder é desenvolver autoridade pessoal, inspirando outras pessoas a atingir, com entusiasmo, os resultados organizacionais almejados.

Uma forma mais simples e direta de liderança é literalmente obter resultados através de outras pessoas. Logo, ser líder é ser capaz de conseguir que uma ou mais pessoas atuem em prol de um resultado comum, tendo competência para alcançar as metas esperadas.

Liderança servidora, ou servir, nada tem a ver com ser subserviente, obedecer ordens ou realizar as vontades dos liderados, mas sim, com satisfazer suas reais necessidades de segurança e bem- estar, para que possam atingir as metas estipuladas.

O líder servidor deve ter uma postura inspiradora e com capacidade de influenciar seus liderados. Logo, é necessário praticar diariamente as habilidades da liderança servidora para que elas se tornem um hábito. Não basta se engajar em um processo de melhoria continua: é preciso aceitar o feedback de seus liderados e estar disposto a assumir riscos para eliminar a distância entre o que você é e o que você precisa mudar para se tornar um líder realmente eficaz.

Em seu livro “Como se tornar um Líder Servidor”, James C. Hunter compila de maneira simples, concisa e clara, os princípios da liderança servidora e oferece um guia que facilita a aplicação desses princípios na vida e no trabalho. E relaciona várias qualidades de liderança servidora, entre as quais:

  • A Paciência – demonstrada através de autocontrole: nunca agir movido por sentimentos que violam os direitos dos outros e prejudicam os relacionamentos.
  • A Humildade – O líder que possuir esta competência geralmente não sofre qualquer tipo de complexo de inferioridade. Ele sabe que não possui todas as respostas e age com naturalidade.
  • O Compromisso – Importante competência do líder servidor, a qual só se torna possível com força de vontade e comprometimento. Ter compromisso é ter coragem moral de fazer o que acredita ser o certo, independentemente de relações de amizade ou de outras alianças, ele deve manter uma relação de lealdade com a equipe.

O líder servidor deve investir um tempo considerável no desenvolvimento do outro, usar “Coaching” e didáticas bem definidas, entre elas, estar à disposição para admitir erros, servir efetivamente de modelo para o outro, possuir um claro ponto de vista para encorajar as habilidades dos outros, desenvolver boas ideias, instalar valores que suportem o sucesso na implementação destas ideias e sempre depositar energias positivas.

Este conteúdo foi útil?

QUER TURBINAR SUA CARREIRA?

Receba conteúdo sobre Carreira.

   

Cadastrado com Sucesso!

Rolar para cima