Período Sabático

Período Sabático – Quando Considerar?

Ainda existe um tabu muito grande em relação a períodos sabáticos, muito pelo desconhecimento do conceito em si ou mesmo de como efetivamente executá-lo.

Índice de Conteúdo

Um período sabático não pode ou deve ser um ato desesperado de quem está exausto ou procurando descanso.

O nome disso é férias e não sabático!

O período sabático tem que estar vinculado a um propósito.

É um momento onde se deve investir, com profundidade, em si mesmo, seja no autoconhecimento, seja no desenvolvimento profissional ou pessoal.

O primeiro passo é desmistificar a ideia de que um sabático é quase que um suicídio corporativo.

Ele nada mais é do que um meio de gerar mudanças significativas na carreira ou na vida.

Para que se considere um período sabático, deve-se entender se ele faz sentido no “quebra cabeça” da vida e/ou carreira a médio ou longo prazo.

A decisão por este caminho, por esta pausa, deve ser uma solução para algumas “dores” ou “incômodos”, e não um causador deles.

Ou seja, um período sabático não deveria ser utilizado como uma fuga da realidade atual, mas sim um momento para a construção de uma realidade futura.

É um momento onde deve ser contemplada uma profunda reflexão e conexão interna.

É um momento de afastamento de uma vida vivida quase no automático, onde nossa percepção fica turva em função de estímulos iguais e repetitivos.

Colocar-se em um novo ambiente e em uma nova situação diferentes das usuais é fundamental para trazer maior clareza do que precisa ser feito para que se atinja objetivos ou sonhos e também para gerar um alinhamento com o verdadeiro propósito de vida.

O planejamento prévio do sabático é fundamental para que ele seja realizado com sucesso e, mais do que isso, para que seus benefícios sejam potencializados gerando ganhos em todos os aspectos da vida.

É importante que essa experiência faça com que, ao invés de perdas, novas possibilidades, novas experiências, crescimento pessoal e/ou profissional sejam adquiridos.

Este período, que pode ser de quanto tempo for necessário ou desejado, pode ser usado para objetivos simples ou mais complexos.

Um exemplo é o de morar no exterior, por alguns meses, para o aperfeiçoamento do inglês, que finalmente abrirá portas para novas vagas que a falta de conhecimento da língua não permitia.

Outro exemplo é o de usar a pausa para planejar, com profundidade, a transição de uma vida executiva para uma vida empreendedora, entendendo todos os passos envolvidos.

O importante é que esse investimento traga, efetivamente, resultados para a continuidade da vida e/ou carreira.

Se não se tem um plano estruturado para que, mais na frente, os frutos deste investimento possam ser colhidos, o ideal é que esta decisão não seja tomada.

Ou seja, não se deve tirar um sabático sem que se saiba exatamente os impactos e frutos consequentes dele.

Mas, se tudo fizer sentido, com o amplo e profundo entendimento do longo prazo, pode ser a melhor decisão a se tomar.

O meu ano sabático foi um grande divisor de águas na minha vida.

Ele me proporcionou a reflexão e a mudança radical dos meus caminhos pessoais e profissionais.

Tenho certeza que foi a mola propulsora para que eu pudesse, de fato, trabalhar com o que realmente amo fazer e ter uma vida financeira muito mais próspera!

Hoje, ajudar as pessoas a planejarem seus anos sabáticos é quase uma missão de vida e acabei trazendo para dentro do meu trabalho, com executivos que estão planejando suas carreira ou repensando suas vidas.

É um forma organizada, planejada, clara e direcionada de ajudar pessoas a darem passos decisivos para suas jornadas.

Em resumo, a hora certa para tirar o período sabático é a média de duas variáveis.

A primeira delas é sobre o que esse investimento trará de benefícios claros no futuro.

A outra é sobre o planejamento desta pausa estar totalmente estruturado para que se possa aproveitar ao máximo o tempo investido.

Este conteúdo foi útil?

QUER TURBINAR SUA CARREIRA?

Receba conteúdo sobre Carreira.

   

Cadastrado com Sucesso!

Rolar para cima