Inovar Sem Recursos

É Possível Inovar Sem Recursos?

Um dos mitos que nos acostumamos a ouvir, quando se fala de Inovação é que inovar custa caro e que somente grandes empresas o fazem justamente porque têm recursos para investir em novos produtos.

Isso não é totalmente verdade.

Pode-se inovar sem grandes investimentos e até mesmo sem investimento nenhum.

Para inovar, a primeira coisa e a mais importante é a atitude do empreendedor em querer mudar, fazer algo diferente, buscar a oportunidade de uma demanda ainda não atendida e correr o risco de realizá-la.

Repare que, para descobrir essa demanda e criar algo para atendê-la, vai exigir de você uma reflexão sobre o comportamento daquele que é o ponto focal de seu negócio, ou seja, o cliente.

Identificada a demanda e tomada a decisão de criar algo para atendê-la, a fase seguinte é alinhar suas ideias de qual produto, serviço, processo, modelo de negócio irá criar para atender essa demanda.

Ocorre que, muitas vezes, atender a uma demanda pode ser uma tarefa que não implique em investimentos financeiros.

A simples mudança de um componente de seu modelo de negócio pode gerar uma inovação sem custo.

Vou exemplificar com um caso que é bem conhecido.

Trata-se da padaria Santo Antonio, localizada no centro de Jericoacoara, pequena cidade no litoral cearense, que vive praticamente do turismo.

Observando os costumes da clientela, na maioria formada por turistas que saiam da balada com fome e não tinham opção de comer, essa padaria inovou mudando o horário de funcionamento.

Passou a abrir às 2 horas da madrugada e fechar às 7 horas da manhã.

Inovou sem investimentos e é a padaria mais alternativa do Brasil, segundo o Guinness.

Na sequência do processo de inovar vem a fase do planejamento.

Nessa fase o empreendedor deve avaliar todas as suas possibilidades de realizar sua inovação e se preparar para isso.

A última fase é a da transformação de sua ideia em inovação.

Resumindo, em quase todas as definições de empreendedorismo, há um consenso de que estamos falando de uma espécie de comportamento do empresário que inclui:

  • Tomar iniciativa;
  • Analisar o comportamento do cliente;
  • Buscar as ideias inovadoras para atender suas demandas;
  • Planejar como transformar recursos e situações para proveito prático;
  • Inovar.

Isso tudo aliado à decisão de aceitar o risco ou o fracasso.

Este conteúdo foi útil?

QUER TURBINAR SEU NEGÓCIO?

Receba conteúdo sobre Negócio.

   

Cadastrado com Sucesso!

Rolar para cima