Líderes na Crise

Sua Empresa e a Crise. Seus Líderes Estão Preparados Para Fazer Parte da Solução?

Crise é a palavra de ordem. O ano de 2015 poderia ter sido somente um ano onde os problemas políticos já fossem suficientes mas que acabou respingando e muito na economia e como consequência abalando os valores morais e financeiros de toda a sociedade.

O medo e a incerteza com o aumento de demissões, retraiu mercados, impactou famílias , comprometeu a percepção quanto à sobrevivência de empresas e a manutenção do emprego de cada um.  As empresas hoje convivem com o desafio de ¨fazer mais com menos¨.

E o que diríamos dos líderes a frente das equipes? Contornar crises, resolver problemas e buscar soluções em um cenário complexo, imprevisível e desfavorável. Como ganhar a batalha quando se tiram armas, diminuindo o orçamento mas, mesmo assim, é preciso aumentar a produtividade;  diminuir o exército, com o enxugamento das equipes e que ainda precisam se manter motivados, comprometidos, engajados na luta, os que ficam? Como criar na equipe o sentimento de pertencimento no alcance da vitória? As pessoas sempre serão o maior patrimônio para as empresas.

Para preparar um plano futuro em um momento de recessão e pessimismo ele vai precisar estar aberto a fazer mudanças e ter atitude positiva para criar estratégias inovadoras, conhecer bem a empresa sob vários ângulos e ter uma visão ampla do negócio serão atributos essenciais para o gerenciamento da crise.

Paralelo a isso,  vai precisar dialogar e ter uma comunicação que flua com a equipe, para que se sintam motivados e engajados a lutarem sob seu comando, vai precisar inspirar ética e confiança que a batalha será ganha, caso contrário, poderá comprometer a produtividade por mais bem traçado que seja seu plano de ação. Estar mais próximo de seus colaboradores e ter esta devolutiva por parte deles, vai lhe dar o feedback necessário para fazer modificações necessárias ao longo do caminho e manter a roda de ideias e soluções sempre ativa.

Sabemos que quanto mais preparado o líder estiver, mais fácil será se planejar, orientar, inspirar sua equipe e atingir resultados.

Ele vai precisar enxergar como se reinventar e fazer escolhas para isso.

Algumas atitudes são consideradas importantes em tempos de reflexão e mudanças. Desenvolver a Inteligência emocional, ter autoconhecimento, conhecer suas emoções e gerenciá-las a seu favor permitindo entender como elas afetam o seu desempenho, conhecer o que move os seus atos, o que atrapalha e como usar as emoções para potencializar a capacidade de eliminar obstáculos;  aprender a identificar e potencializar seus pontos fortes e desenvolver seus pontos fracos  criando, assim, habilidades e competências que serão necessárias para se atravessar este novo ciclo e não menos importante, vencer crenças que poderiam limitar esta etapa de desafio profissional.

Uma maneira de atravessarmos este processo com um olhar mais otimista seria pela mudança de percepção quanto ao que ele vai produzir. Se por um lado nos preocupa, por outro pode gerar oportunidades criadas a partir das necessidades.

Que cada um faça o seu melhor!

Este conteúdo foi útil?

QUER TURBINAR SUA CARREIRA?

Receba conteúdo sobre Carreira.

   

Cadastrado com Sucesso!

Rolar para cima